segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 13


NIALL ON
 
Eu dormia feito uma pedra, quem me dera se eu fosse uma, pelo menos não sentiria dor.
Fui acordado com socos e berros do Harry.
- Fique longe dela! Ela é minha, escutou?! É minha!
Ele estava completamente agitado e sem controle. Meu nariz já sangrava e eu gemia de dor quando Louis entrou no quarto.
- O que você está fazendo, Harry? - ele perguntou o segurando.
- Ele a quer, eu sei que a quer! - Harry se debatia tentando sair dos braços do Louis. Ele estava suado e havia lágrimas em seu rosta, seja lá o que aconteceu, deixou Harry totalmente fora de si.
- Ela quem? - perguntei.
- A (SeuNome)! A (SeuNome)! Eu que você quer tira-la de mim! - Harry gritou para mim.
- Mas... Mas... - eu tentava formular alguma frase para minha defesa - Da onde você tirou isso?
Harry respirou fundo e pareceu recuperar o controle.
- Só... Só fique longe dela - ele falou em tom de ameaça - deculpa pela falta de controle... eu... eu vou ir tomar um banho - e ele saiu do meu quarto.
Fiquei quieto. Louis também saiu e eu fui tomar um banho, eu estava todo dolorido. Depois do banho me deitei com dificuldade. Essa garota ainda vai me arrumar muitos problemas, mas eu não vou desistir dela, não agora.
 
NIALL OFF
 
VOCÊ ON
 
Já se fazia um mês, um mês que tudo isso estava acontecendo.
Harry e eu estávamos juntos de verdade, Louis e eu começamos a ensaiar para a peça do final do ano, eu continuava não falando com o Niall e, de certo modo, eu estava feliz.
Estava tudo bem, bem de mais, para ser sincera. Por algum motivo, eu tenho um grande problema em viver assim, "dessa forma perfeita", eu simplesmente não consigo. Isso porque eu sei que algo ruim deve acontecer. Foi assim quando a minha mãe morreu, estava tudo ás sete maravilhas: eu tirava boas notas, meu pai estava empregado e meus tios iriam passar o final de semana com a gente.
Todos felizes, tudo perfeito, até aquela noite de quinta-feira, quando aprendi que finais felizes não existem. Minha mãe telefonou do trabalho, dizendo que estava a caminho de casa, aquela provavelmente foi a última ligação da sua vida. Um maluco bateu o carro no da minha mãe, o acidente foi feio e ela não sobreviveu.
Por isso falta algo errado, não pode estar tudo dando certo, pois uma tragédia como essa pode acontecer e eu não posso, eu não consigo passar por isso de novo...
- Você tá bem? - Harry perguntou preocupado me tirando dos meus pensamentos, estava tão distraída que mal percebi que estava chorando ali, na mesa da cantina.
- Tá... Não é nada, Harry - abaixei a cabeça e comecei a limpar minhas lágrimas.
- Amor - ele disse levantando meu queixo, fazendo com que eu o encarasse - sejá lá o que aconteceu, eu estou aqui, estou com você.
Eu o abracei forte e comecei a chorar mais e mais.
 
VOCÊ OFF
 
NIALL ON
 
Um mês. Já fazia um mês que eles estavam namorando, e ela ainda não falava comigo.
Eu também comecei a namorar, há uma semana. O nome dela é Débora. Para ser sincero, eu não tenho ideia do porque estou com ela. Eu ainda amo a (SeuNome).
Estava indo para sala quando vi ela abraçada com o Harry, ela chorava sem parar e, por um segundo, foi como se eu não tivesse mais chão. Senti uma pontada no coração e tive a vontade de correr até ela e a abraçar, queria poder consola-la, toca-la, queria ser o cara sentado ao seu lado. Eu odiava a ver daquela maneira, fragilizada.
Engoli todo o meu ódio por não poder estar ao seu lado e fui até a minha sala.
 
NIALL OFF
 
VOCÊ ON
 
Harry ficou me consolando por uns 15 minutos, até eu realmente parar de chorar, e depois eu voltei para minha sala.
Tive aula de inglês, com a Sra. Cullen, de história, com o Sr. Bruss, e de ciências, com o Prof. Levine.
Depois da aula eu fui para casa da Bia, almoçamos e ficamos conversando. Perguntei sobre o Niall e ela me disse que ele estava bem, ela me contou que ele começou a namorar, uma tal de Débora que está na sala dele e eu fiquei surpresa com essa notícia.
Quando eram seis horas, nós pegamos um táxi e fomos até o aeroporto, hoje o Rick (irmão mais velho da Bia) voltaria de viagem, já fazia dois anos que ele estava fora e nós estávamos morrendo de saudades.
- Rick! - Bia disse abraçando-o forte assim que o viu passar pelo portão de desembarque.
- Bia! (SeuApelido)! Que bom ver vocês!
- E como foi lá na Austrália? - perguntei.
- Foi ótimo! Mas e por aqui? Alguma novidade?
- Não, não muitas - respondi entrando no táxi.
Nós três entramos e nos sentamos eu e a Bia na janela e o Rick no meio.
- Você tá namorando? - Rick falou mexendo no anel em meu dedo.
- É, tá fazendo um mês - sorri me lembrando do dia em que o Harry me pediu.
- Vou conhecer ele! - Rick disse de um modo travesso.
- Você vai - falei.
Rick era um dos meus melhores amigos, sempre que eu ia para casa da Bia ele ficava com a gente, ele sabia praticamente tudo da minha vida e eu tinha que apresentá-lo ao Harry. Seguimos o resto do caminho em silêncio.
 
VOCÊ OFF
 
HARRY ON
 
A (SeuNome) foi buscar o Rick no aeroporto, ele estava voltando da Austrália. E eu fiquei em casa, inquieto porque o Rick não é o que podemos chamar de "feio" e me preocupo com a possibilidade de ele querer tirá-la de mim.
- Tá tudo bem? - Zayn falou se sentando na mesa comigo.
- Tá, é só que a (SeuNome) foi buscar o Rick.
- Ah, é isso? Ela me falou que iria, não se preocupa, pelo que ela me contou eles são só amigos, não tem nada de mais - Zayn se levantou, me deu dois tapinhas nas costas e foi caminhando até o andar de cima.
Fiquei ali, pensando no que ele tinha dito, mas as palavras dele não me convenceram.
Resolvi ir apenas tomar um banho para esquecer essa história.
 
HARRY OFF
 
VOCÊ ON
 
Fiquei lá na casa da Bia, nós três ficamos conversando, acabei decidindo dormir lá mesmo, então liguei para o meu pai e pedi para ele levar algumas coisas pra mim (pijama e uma roupa para eu colocar no dia seguinte).
Tomei um banho ali mesmo e pedimos uma pizza. Depois do jantar resolvemos ir dormir, colocamos alguns colchões na sala e dormimos todos juntos.
 
VOCÊ OFF
 
HARRY ON
 
Fiquei preocupado com toda essa história e resolvi ir até a casa dela. Coloquei um casaco e fui caminhando até sua casa, apertei a campainha e foi o pai dela quem atendeu.
- Posso ajudar? - ele falou com uma voz cansada, eu devia ter acordado ele.
- Bem... Er... Eu poderia falar com a (SeuNome)?
- Me desculpe, mas ela não está aqui - sua notícia me pegou de surpresa.
- Ahn... Você saberia me dizer onde ela está?
- Ela foi dormir fora - ele fechou a porta antes de eu falar algo, fiquei ali, boquiaberto, sem acreditar que ela provavelmente estava dormindo com o Rick.



Gente, mil desculpas pela demora, eu sei que vocês devem estar com um ódio tremendo de mim, mas eu estava viajando e acabei me esquecendo de postar... Desculpa mesmo... Juro que eu vou tentar compensar essa demora. Eu também gostaria de agradecer os comentários, fico muito feliz em saber que vocês tem gostado da fic :)

Um comentário:

  1. contiinua ttá mto perfeiito, ameei!!!
    Malikisses *-*

    ResponderExcluir