quinta-feira, 28 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 52


VOCÊ ON
 
Sem pensar duas vezes, bati a porta na casa dele.
Respirei fundo, tentando organizar a situação na minha cabeça: meu namorado, ou talvez ex-namorado, que há dois dias disse que iria para Irlanda e que queria que eu fosse com ele, estava parado na minha porta.
Eu só não sabia se isso era bom ou ruim.
Fui despertada de meus pensamentos pelo som da campainha. Ele queria falar comigo, e não iria embora embora sem isso.
Abri a porta nervosa pelo que me aguardava.
Dessa vez pude prestar atenção em cada detalhe do garoto à minha frente. Seu rosto inchado possuia dus olheiras abaixo de seus olhos que não estavam tão azuis quanto costumavam ser. Seus cabelos estavam levemente bagunçados e um buquê de lírios brancos ocupava suas mãos.
Abri a boca várias vezes, procurando por algo para falar, mas foi como se minha voz tivesse me abandonado.
- Oi - ele quebrou o silêncio.
Fiquei quieta. Não que eu não quisesse falar com ele. Eu queria, queria abraça-lo, beija-lo e dizer que não o deixaria ir embora, mas não havia nada para ser falado para aquele momento, naquele momento nenhuma palavra poderia expressar o que estávamos sentindo.
Niall olhou para baixo, parecendo só então se lembrar das flores que trazia consigo.
- São para você - ele falou me estendendo o buquê.
Ao segurar as flores meus dedos acidentalmente tocaram os dele e as lágrimas que eu segurava desde o memento que abri aquela porta se libertaram dos meus olhos.
Sem tirar as flores das mãos dele, eu as soltei.
- Desculpe Niall, mas eu não consigo fingir que está tudo bem.
Fechei a porta novamente e me encostei na mesma, deixando que meu corpo deslizasse e que as lágrimas molhassem ainda mais meu rosto.
- (SeuApelido)! Por favor abre a porta! - ele falou enquanto socava a mesma.
- Não Niall! Vai embora! Não estrague as coisas mais ainda!- eu gritei de volta.
- Me Desculpe! Eu te amo (SeuApelido)! Eu te amo!
Eu continuava chorando e depois de um tempo Niall desistiu de socar a porta, mas sua respiração denunciava sua presença.
- Eu te amo (SeuApelido) - ele falou em seu tom normal de voz.
- E eu sempre vou te amar - respondi um pouco antes de escutar os passos lentos e tristes de Niall se distanciando.
 
 
 
 
 

Então gente esse aí é o capítulo 52 (que eu também tive que reescrever)
Eu consegui postar hoje, mas não sei se vou conseguir postar até a Páscoa de novo, eu vou tentar, mas acontece que eu tenho 4 provas bimestrais semana que vem, e como eu estou tendo que reescrever os capítulos vai ficar ainda mais difícil. Se eu não conseguir postar mais nesse feriado quero que saibam que eu desejo uma
FELIZ PÁSCOA PARA TODAS VOCÊS!
Muito chocolate e muitos quilinhos!
Comentem :)

quarta-feira, 27 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 51

 
VOCÊ ON
 
Eu corria sem me perocupar para onde estava indo. A visão embaçada devido as lágrimas fazia com que eu tivesse uma noção ainda menor de onde eu estava. Senti minhas pernas fraquejarem e me sentei na calçada. Tirei meus sapatos e abracei meus joelhos, afundei meu rosto nos mesmos e deixei que as lágrimas molhassem meu vestido.
- Ele te contou? - assustada, levantei a cabeça e me deparei com Liam logo a minha frente. Eu podia ver pena em seus olhos.
- Você sabia?
Liam soltou um suspiro pesado e se sentou ao meu lado.
- Achamos a passagem dele semana passada - ele falou triste, passando um de seus braços fortes pelos meus ombros.
- Eu não queria que ele se fosse - assumi.
- Eu sei. Ninguém queria, mas nós vamos ficar bem.
- Não Liam. Eu nunca vou ser tão feliz quanto eu fui ao lado dele.
Liam não me respondeu, apenas intensficou a força de seu abraço.
Não sei dizer por quanto tempo fiquei ali chorando em seu ombro. Tudo o que lembro foi que, depois de um tempo, a visão embaçada foi substituída pela escuridão total.
 
Quando abri meus olhos novamente eu estava na minha cama.
Por um momento, achei que tudo não tinha passado de um terrível pesadelo. Mas assim que me levantei e encarei meu reflexo no espelho eu pude ver que a noite passada havia mesmo sido real. Meu vestido amassado e a maquiagem manchada denunciavam isso.
Assim que tive noção do que aconteceu mais lágrimas surgiram em meus olhos. Engoli as mesmas e corri para o banheiro, entrando diratamente num banho para tentar levar toda aquela tristeza de mim. Tentativa em vão.
Sai do banho e coloquei um shortinho e uma blusa leve, que ia até o meio da minha coxa, como se qualquer outra roupa pudesse me sufocar.
Desci as escadas e me surpreendi com um Louis preocupado no sofá.
- Você me trouxe pra cá? - perguntei.
- Não, o Liam te trouxe, mas eu vim pra cá porque não queria que você ficasse sozinha - ele me encarou - como você está?
Eu respirei fundo e me sentei ao lado dele.
- Nunca pensei que eu pudesse me sentir tão mal. É como se uma parte de mim tivesse sumido.
- Vai dar tudo certo (SeuApelido).
- Eu queria acreditar nisso.
Ficamos em silêncio por um tempo, apenas sentindo a tristeza um do outro.
- Você vai ficar bem.
- Não Louis, você não entende. O Niall me pediu em casamento, ele pediu para eu ir para Irlanda com ele.
- (SeuApelido) pensa bem, não vai decidir nada por impul...
- Eu não vou Louis - o cortei.
- Não? Mas por que não?
- Meu lugar é aqui, em Londres, não na Irlanda.
- Pensa bem - ele me deu um beijo na testa e se levantou m- talvez o seu lugar seja onde o seu coração está - ele caminhou até a porta e foi embora.
 
Passei o dia todo deitada, vendo filmes tristes. Recusei as 8 ligações do Niall e, lá pelas 6 da tarde, eu acabei dormindo no sofá.
No dia seguinte acordei com a campainha. Estranhei. Quem viria até minha casa às 9 da manhã?
Sem me importar, fui até a porta. Passei a mão rapidamente pelo cabelo e não me dei o trabalho de olhar no olho mágico.
Abri a porta, senti as batidas do meu coração acelerarem e minhas pernas tremerem. Á minha frente não estava ninguém mais ninguém menos que o Niall.
 
 
 
 
 
Bom gente, me desculpa pela demora, eu acabei não encontrando os capítulos que eu tinha perdido e tive que reescrever. Então: o que acharam? Pelos comentários eu tenho visto que estão gostando. Fico feliz por isso, sério mesmo. Eu não imaginava que o blog fosse conquistar tantas leitoras, na realidade eu achei que ninguém leria o blog e, vendo os 7 comentários do capítulo 50, eu vi que realmente sou muito sortuda por ter pessoas tão incríveis acompanhando o blog. Obrigada, de verdade, quando eu vi que a fic passaria dos 50 capítulos eu fiquei nervosa, achando que muitas de vocês abandonariam o blog por ser uma fic tão longa. Mas o que aconteceu foi o contrário. Pelos comentários pude ver muitas leitoras novas e eu queria dizer que isso faz com que eu me sinta muito especial. A cada comentário de vocês eu comemoro. Obrigada todas vocês, por não me abandonarem nem com os capítulos mais ridículos, nem com a demora de algumas postagens..
Eu adoro vocês <3

domingo, 17 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 50

 
 
VOCÊ ON

- Como? - perguntei sem (querer) acreditar no que havia houvido.
- Vou voltar pra Irlanda.
- Quando? - senti as lágrimas rolarem minha bochecha.
- Daqui uma semana - ele falou e encarou meu rosto - Ah (SeuApelido), por favor não chora.
Um soluço escapou dos meus lábios e ele se levantou, passando o polegar pelas minhas bochechas molhadas.
- Há quanto tempo você sabe? - me esforcei para perguntar.
Ele deu um suspiro triste e respondeu:
- Um mês.
- Você sabia durante todo esse tempo - coloquei minha mão sobre a dele, tirando-a de minha bochecha - você sabia que iria me deixar e não me contou - dei dois passos para trás, tomando certa distância dele.
- Eu não quero te deixar! Quero me casar com você! Quero que você vá comigo! - ele se ajoelhou e tirou do bolso uma caixinha de veludo azul marinho, abriu-a e revelou duas alianças.

 

Por um momento, eu não sabia se estava feliz ou triste: a coisa com que eu mais havia sonhado estava acontecendo da pior forma possível.
- Niall, eu... eu não posso - falei triste e vi que as lágrimas também escorriam em sua face - eu tenho meus estudos, meu pai, minha vida é aqui...
- Por favor - ele insistiu.
Respirei fundo, sabendo que eu poderia me arrepender profundamente do que estava prestes a fazer, mas eu precisava acabar com aquilo.
- Boa sorte lá na Irlanda, Niall.
Coloquei a mão sobre a tampa da caixinha, fechando a mesma. Sem coragem de encarar seu rosto, apenas dei as costas e sai correndo para saída do colégio, pegando um atalho pelo ginásio.
 
 
 
 
 
Meu Deus, eu to chorando muito, sem mentira, eu chorei quando escrevi esse capítulo, quase chorei de novo quando fui ler ele pra minha amiga e agora to chorando enquanto passo ele pro blog...
Eu só quero saber uma coisa pelos comentários: eu fui muito previsível? Alguém já achava que isso iria acontecer? E mais uma coisinha: eu sou a única chorando?

quinta-feira, 14 de março de 2013

Imagine Directioner - Capítulo 49



VOCÊ ON

Os dias foram se passando e a tão esperada formatura chegou.
Eu estava pronta, animada como nunca para essa festa, orgulhosa por ele.
Ainda faltavam 15 minutos para o horário que combinei de ir para casa dos meninos para eles me levarem a festa mas eu estava anciosa de mais para esperar.
Chequei uma última vez meu visual no espelho, sorrindo para mim mesma pelo que via.
A maquiagem cuidadosamente feita por minhas mãos pouco habilidosas não havia ficado ruim, o vestido não podia ter sido escolhido melhor, os sapatos de salto faziam com que o vestido não arrastasse tanto. Eu estava realmente bonita, como nunca estive antes.
 
 
Peguei minha pequena bolsinha e sai de casa, caminhando nervosamente para casa dos meninos, apertei a campainha e Harry abriu a porta.
- Wow, você está linda - ele falou enquanto me admirava.
- Obrigada - sorri timidamente - você também.
- Entra aqui - ele abriu a porta mais um pouco de modo que eu pude passar por ela - o Niall tá lá em cima.
- Tudo bem - falei já subindo as escadas.
- ENTRA! - Niall gritou após eu bater na porta de seu quarto.
Ele estava de costas para mim, olhando-se no espelho enquanto tentava inutilmente arrumar sua gravata.
Assim que adentrei o quarto ele me avistou pelo reflexo do espelho.
- (SeuApelido)! - ele se virou para mim - será que você pode me dar uma ajudinha?
- Claro - deixei minha bolsa em sua escrivaninha e caminhei até ele, dando um nó adequado em sua gravata.
- Você está linda - ele falou enquanto eu ainda trabalhava no nó.
- Obrigada - sorri - e você vai ser o formando mais bonito do colégio.
Assim que finalizei o nó senti suas mãos envolvendo minha cintura e seus lábios tocarem os meus num selinho delicado, o que não demorou a se transformar num beijo intenso.
- Os garotos já estão prontos - falei sem coragem de separar nossos lábios.
- Eles podem esperar - Niall falou me puxando para ainda mais perto de seu corpo, coisa que eu pensava não ser possível, e começando outro beijo.
- É sério Niall - ri sem humor - até o Zayn já deve estar pronto.
- Tudo bem - ele me deu um beijinho no canto da boca - vai descendo que eu já to indo.
- Aham - falei já pegando minha bolsa, era estranho ele não querer descer comigo, mas não vi nescessidade de descutir.
Como eu já previa, todos já estavam arrumados, mas nenhum conseguia irradiar beleza como Niall.
15 minutos depois já estavamos todos no carro, Harry dirigindo, Louis ao seu lado, e no
banco de trás Zayn na janela, Liam no meio e eu no colo do Niall.
- Niall você tá amassando meu vestido - reclamei ao senti-lo apertando minha cintura.
- Já tá amassando o vestido dela Niall? Espera pelo menos a festa acabar - Louis comentou, malicioso.
- Vai se ferrar Louis - xinguei me inclinando e dando um tapinha em seu ombro.
- Dá pra você ficar parada aí? - Niall reclamou e Louis riu vitorioso - e você fica quieto Louis - ele completou e foi a minha vez de rir.
- Já tá chegado? - Niall voltou a falar depois de um tempo em silêncio.
- Calma Niall, já estamos perto, é no colégio, só estamos parados em um farol - Harry respondeu.
Logo estávamos no ginásio do colégio. Eu, Bia e Luiza nos sentamos em uma mesa para assistir a entrega dos diplomas.
Bia:


Luiza:

 
Eram 3 turmas. Na primeira não havia ninguém que eu conhecesse, Eleanor estava na segunda e os garotos na terceira.
Eleanor estava linda:

 
Ela tinha um sorriso maravilhoso ocupando seus lábios e trocava frenquêntes olhares apaixonados com o Louis, os dois realmente foram feitos um para o outro.
Harry foi o primeiro dos meninos a receber o diploma, e lançou um breve sorriso para Luiza quando o pegou. Liam parecia meio tímido ao se levantar, mas olhou para Bia e eu pude ouvi-la dando um suspiro apaixonado, ai, depois eu iria conversar muito sério com ela, que história é essa com o Liam? Louis pegou o diploma e o chacoalhou para mim, como uma criança exibindo para os amigos seu mais novo brinquedo, esse seguida ele deu uma piscadela para a Eleanor e voltou para o seu lugar. O Niall me surpreendeu, não me mandou beijo, não sorriu para mim. Ele só me encarou, com os olhos vazis, quase transparentes. Ele parecia... triste, preocupado talvez. Por um momento, senti inveja de uma outra garota sentada em uma das mesas, que recebeu um beijo no ar do Zayn.
A cerimônia continuou, com os discursos dos professores, lágrimas nos olhos dos familiares, flashes direcionados aos formandos e a pergunta que ecoava na minha cabeça: O que aquele olhar significava?
A  festa ocorreria no mesmo local. Assim que a cerimônia terminou, Niall veio em minha direção.
- Minha mãe já está aqui - ele entrelaçou nossos dedos - quero que a conheça.
Droga.
Eu tinha me esquecido completamente da mãe dele. Será que eu estava arrumada o bastante? Será que o Greg estava com ela? Será que ela gostará de mim?
- Niall...
- Vamos, ela está te esperando - ele me interrompeu.
- Eu não acho que seja uma boa ideia...
- Nós já falamos sobre isso - ele me olhou nos olhos - ela vai gostar de você tanto quanto eu. E se não gostar, qual é o problema? Você é minha namorada, não namorada dela.
- Mas Niall... - tentei argumentar.
- Mas Niall nada, ela vai te adorar - ele falou e sem que eu pudesse dizer mais nada ele passou suas mãos por baixo dos meus joelhos e me carregou como se eu fosse uma noiva - Mãe, essa é a (SeuNome), (SeuNome) essa é minha mãe - ele falou assim que me colocou no chão.
- Prazer - ela me abraçou.
- O prazer é meu Sra. Horan - sorri de forma simpática.
- Por favor me chame de Maura, esse "senhora" faz com que eu me sinta ainda mais velha do que já ou.
- A senhora não é velha - ri inconformada.
- Você a chamou de senhora de novo - Niall sussurrou em meu ouvido.
- Ai meu Deus! Me desculpe - ri tentendo relaxar - é que eu estou tão nervosa que mal reparo no que falo.
- Nervosa? - ela perguntou confusa.
- Ela está preocupada de mais em te impressionar mãe, ela quer causar uma boa imagem - Niall explicou por mim e eu afundei meu rosto em seu peito, envergonhada, enquanto ele passou o braço ao redor da minha cintura, rindo do meu ato.
- Ah, eu tenho uma ótima imagem de você - Maura colocou a mão em meu ombro - parece que o que o Niall me falou sobre você não era mentira.
- Ele falou de mim? - o encarei e um sorriso tímido surgiu em seu rosto.
- Tanto que é como se eu te conhecesse a séculos.
- Mãe! - Niall protestou e eu ri - eu e a (SeuApelido) vamos dançar antes que você me envergonhe mais.
Ele segurou minha mão e me levou até a pista.
- Sabe dançar? - ele sussurrou e eu apenas neguei com a cabeça - é só seguir meus movimentos.
A música que tocava era lenta, abracei seu percoço e ele envolveu delicadamente minha cintura. Eu sentia sua respiração batendo em meu pescoço e fechei meus olhos sentindo minha pele se arrepiar.
- Eu te amo tanto - ele sussurrou.
- Eu também - o respondi - mas que qualquer coisa nesse mundo.
- Quer ir para um lugar mais calmo? - ele perguntou sem aumentar o tom de voz.
- Pode ser.
Niall me puxou para o pátio do colégio, que estava totalmente vazio. Ele soltou minha mão e se sentou no banco.
- Eu vou embora - ele falou sem olhar nos meus olhos, como se tivesse medo da minha reação.
 
 
 
 
 
Chorando só por escrever esse capítulo :'(
Triste de mais, alguém mais tá chorando aí?
Comentem...

segunda-feira, 11 de março de 2013

Imagine Directioner - Capítulo 48


VOCÊ ON
 
No dia seguinte, acordei com a luminosidade invadindo o meu quarto, coloquei o lençol sobre o rosto e senti seu cheiro, foi ai que eu lembrei: Niall havia dormido aqui.
Sentei-me na cama e olhei para os lados, procurando-o, mas Niall não estava no quarto. Fui ao banheiro, fiz minhas necessidades e amarrei meu cabelo em um coque mal feito, peguei minhas pantufas e desci para o andar de baixo.
- O que você está fazendo? - perguntei entrando na cozinha e dando de cara com um Niall um pouco atrapalhado em meio a bagunça.
- Desculpa - ele se virou para mim - sei que você não gosta que eu faça waffles aqui, mas é que eu queria preparar um café da manhã pra você - Niall sorriu meigo e veio na minha direção, em seguida me dando um leve beijo.
- Mas como foi que isso - apontei pra bagunça - aconteceu?
Ele sorriu sem graça e começou a se explicar:
- Eu sem querer derrubei leite no chão, mas prometo que limpo. E a louça suja que está na pia eu vou lavar.
- Tudo bem, mas - eu passei a mão sobre o seu cabelo - tem leite no seu cabelo.
- Merda! - ele passou a mão também - como é que eu fui sujar meu cabelo? Ai, desculpa! Eu queria fazer um café da manhã romântico, sem sujar a sua cozinha, eu queria terminar antes de você acordar e te levar o café na cama! - ele parecia mesmo triste, mas foi ai que eu senti o cheiro de queimado.
- Niall! O waffle tá queimando! - corri até a máquina e tirei a mesma da tomada.
- Ai meu deus! Eu não levo mesmo jeito pra cozinha! Desculpa! Desculpa! Desculpa!
- Tudo bem, Niall - eu caminhei até ele e sentei ao seu lado - é que você se distrai muito fácil - lhe dei um selinho e sussurrei no seu ouvido - mas é desse Niall distraído e meigo que eu amo.
Observei um sorriso se formar em seus lábios e me levantei, pegando dois pratos e colocando os waffles no mesmo. Fui até o armário e peguei duas xicaras para esquentar o leite, depois de quente, levei as xícaras até a mesa me sentei com o Niall.
- Mas acho melhor eu melhorar minha culinária - falei recebendo a atenção do Niall - pois se não, se a gente se casar algum dia, vamos viver de macarrão à bolonhesa.
- Eu não me importo de viver com o seu macarrão - ele falou e nós dois rimos, quando conseguimos parar, ele colocou a mão sobre a minha e me olhou nos olhos - que papo é esse de SE a gente se casar? É óbvio que vamos nos casar!
- Isso é um pedido? - perguntei ainda rindo.
- Ainda não (SeuNome), falta comprar as alianças...
Sem saber o que responder, voltei a comer, desviando meu olhar do dele.
Depois de tomar café, Niall precisou ir para sua casa resolver algumas coisas da formatura.
Subi até meu quarto e guardei o vestido no armário. Em seguida liguei para casa da Bia, eu queria notícias do Rick, já que ele também era formando. Ouvi o irritante barulho que indicava que o telefone estava chamando, mas ninguém atendeu.
Decidi ligar para casa dos meninos, para ver se o Louis gostaria de fazer alguma coisa. E foi o próprio que atendeu o telefone:
- Alô? – ele falou, mas pude sentir irritação em sua voz.
- Oi Louis, é a (SeuNome). Er... eu estou incomodando? Quer que eu ligue mais tarde? – falei um pouco preocupada com a possibilidade de não ter ligado em um bom momento.
O telefone ficou mudo por um tempo, mas eu sabia que ele ainda estava ali, eu podia escutar sua respiração.
- Não, tá tudo bem – ele enfim falou, mas a sua voz permanecia esquisita.
- Você vai fazer alguma coisa hoje à tarde? – perguntei.
- Eu... – ele pareceu pensar um pouco – eu tenho que resolver algumas coisas aqui em casa – sem que eu ao menos me despedisse ele desligou o telefone.
 
VOCÊ OFF

 
NIALL ON


 
 
- Onde você está com a cabeça?! – Louis gritou comigo assim que desligou o telefone – Quando você pretendia contar isso pra gente?
- Foi mal – eu respirei fundo – desculpa.
- Você tem é que pedir desculpa para (SeuNome)! Aliás, quando você vai contar pra ela? Como você acha que ela vai reagir? – Louis continuou com o tom irritado.
- Eu não sei – falei num sussurro, sentindo meus olhos ficarem marejados – Eu não sei, tá legal?! – comecei a gritar – Não foi escolha minha! Eu não queria isso!
Louis respirou fundo. O resto dos meninos apenas assistia a discussão, chocados demais com o que haviam descoberto.
- Você precisa contar pra ela – Louis falou, sem dúvida ele era o mais irritado entre os meninos – precisa contar para ela rápido.
Levantei-me do sofá sob o olhar repreendor de Louis e subi para o meu quarto. Pude ouvir os garotos discutindo na sala, mas não me preocupei em escutar a discussão, eu já sabia do que se tratava.
Louis tinha razão. Quando eu vou contar isso para (SeuNome)? Não quero machuca-la e nem entristece-la. Eu não queria isso.
 
NIALL OFF
 
VOCÊ ON
 
Fiquei perplexa olhando para o celular em minha mão. O que estava acontecendo? Por que Louis desligou na minha cara?
Ele deve precisar arrumar as coisas da formatura, eu devo estar preocupada a toa!
Decidi ler um pouco. Peguei “A Esperança”, o terceiro da série Jogos Vorazes que tenho lido (n/a: Já li a série inteira, AMEI, recomendo).
Parei de ler ao sentir minha barriga roncar, às 3 e meia da tarde.
Eu não queria comer sozinha então resolvi ligar para Bia.
- Alô? – pude ouvir a voz da minha querida melhor amiga do outro lado da linha.
- Bia, você e o Rick já almoçaram?
- Vamos almoçar agora, ele tá lá na cozinha fazendo bife a milanesa.
- Ótimo, põe o meu prato ai na mesa que eu vou comer com vocês.
- Tudo bem – ela falou rindo e desligou.
Disquei o número do táxi e pouco depois eu estava apertando a campainha da casa da Bia.
- A comida já tava esfriando – Rick atendeu a porta e eu o cumprimentei com um beijo no rosto.
Me sentei na mesa e coloquei um pedaço de bife no prato.
- E onde estão o Niall e os meninos? – Bia perguntou.
- Eles estão arrumando alguma coisa para formatura, eu liguei pro Louis e ele estava tão estranho... – falei com o ar triste.
- Como assim estranho? – Rick perguntou.
- Eu não sei explicar – falei – ele parecia com pressa, parecia que ele não queria falar comigo, ele desligou na minha cara...
- O Louis? – Bia perguntou quase se engasgando e eu assenti com a cabeça – mas eu conheço ele, o Louis não é de fazer isso...
- Por isso mesmo eu estranhei – a interrompi.
- (SeuApelido), ele só deve estar atrapalhado com as coisas da formatura – Rick tentou me acalmar.
- É – suspirei de forma pesada – tem razão...

 
 
 
Gente, desculpa ter demorado, mas, como eu já disse, eu em provas no meu colégio e, também, a fic vai entrar numa parte muito complicada, eu diria que é uma parte muito triste e daí fica mais difícil de escrever, os capítulos que eu tava postando estavam prontos, no word, por isso estava mais fácil de postar, agora eu tenho que passar tudo do meu caderno pro computador e acaba demorando mais...
Eu só peço para que vocês tenham paciência, leiam outra fic além da minha, eu postei não faz nem uma semana! Não to demorando! Vou ficar um mês sem postar pra castigar vocês! (Brincadeirinha sou má mas não tanto). Eu só queria exclarecer uma coisa nesse capítulo: o diálogo entre o Niall e o Louis não é pra vocês entenderem mesmo, é que vai acontecer um negócio que vocês só vão descobrir mais pra frente... (~le eu me sentindo malvada por fazer suspense~)

quinta-feira, 7 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 47


VOCÊ ON
 
- Fazendo o que por aqui? - sorri e dei-lhe um selinho.
- Te esperando - ele sorriu, mas daquele jeito estranho que ele tem estado ultimamente - eu não sabia onde você estava, fiquei preocupado com você - ele me deu mais um selinho.
- Sai com as meninas, te avisei que sairia - falei colocando as duas sacolas no chão e procurando as chaves de casa.
- Comprou o quê? - ele perguntou já espiando as sacolas.
- Não olha - lhe dei um tapinha em seu ombro - é surpresa.
- Ah, me deixa ver...
- De jeito nenhum - falei e abri a porta rindo da curiosidade dele.
- Quer que eu te ajude a levar lá pra cima?
- Espertinho você, né? - ele sorriu travesso - pode deixar que eu levo, senta aí no sofá e sossega que você só vai ver o que é no sábado - falei pegando as sacolas e já subindo as escadas.
Deixei as sacolas no quarto do meu pai para não correr o risco dele ver, aliás, ele costumava dormir comigo enquanto meu pai viajava (REPITINDO: DURMIR).
Desci para sala e ele estava ali, sentado, com aquela cara estranha que tem ocupado bastante o seu rosto de uns dias para cá.
- Tudo bem? - falei me sentando ao seu lado.
- Sim, eu só estava... pensando - ele falou me puxando cuidadosamente para sofá e se debruçando sobre mim.
- Pensando em quê? - perguntei curiosa.
- Em como eu tenho sorte por namorar a garota mais linda do mundo - ele falou com um sorriso bobo e me beijou.
- Niall - eu falei interrompendo o beijo.
- Que foi? - ele me encarou.
- Na minha formatura... quero que você esteja lá - sorri.
- Não só vou estar lá, como vou dançar com você - ele me beijou novamente.
- Promete? - interrompi o beijo.
- Prometo - ele me beijou mais uma vez.
Paramos o beijo e ele ficou apenas me olhando.
- Vamos dormir? - pedi.
- Mas já? Ainda tá cedo!
- Mas eu to acabada, tudo o que eu mais quero é dormir.
- Mas você já jantou? - ele perguntou.
Foi aí que eu me lembrei que estava gorda e não poderia comer, eu tinha que fazer um esforço até sábado.
- Já - menti.
- Então tá, eu só vou lá em casa comer alguma coisa e pegar uma roupa e já volto, tá? - assenti com a cabeça e ele me beijou mais uma vez antes de sair.
Fui até meu quarto e tomei um banho rápido, coloquei meu pijama e logo que eu desci a campainha tocou. Corri até lá e Niall estava sorridente vestindo seus pijamas e com uma mochila nas costas.
- Já? - perguntei surpresa.
- Por quê? Estava esperando outra pessoa? Se você quiser eu vou embora - ele me provocou e deu meia volta como se fosse sair dali.
- Niall não - segurei seu braço para impedi-lo de ir - eu só achei que você foi rápido.
Num movimento inesperado, Niall entrou na casa e me prensou na parede em frente a porta de entrada, fechando a mesma com seu pé.
- É que eu não consigo ficar muito tempo sem você - ele falou tocando seu nariz levemente no meu.
Passei meu braço pelo seu pescoço e o puxei para um beijo. Niall tinha seus braços apoiados na parede, ao lado da minha cintura. Paramos o beijo com dois selinhos e em seguida não consegui segurar um bocejo.
- Tá com sono? - ele perguntou olhando em meus olhos.
- Um pouco - forcei um sorriso - mas eu fico acordada com você.
- Deixa disso - ele fez cocegas na minha barriga - vamos dormir, eu sei que você tá cansada.
Ele colocou um de seus braços em minhas costas e outro atrás do meu joelho e eu entrelacei minhas mãos em seu pescoço, dessa forma, ele me carregou até minha cama. Niall tirou seu tênis e colocou sua mochila no chão, me virei de costas para ele e ele abraçou minha cintura e afundou a cabeça no meu ombro.
- Adoro o seu perfume - ele sussurrou no meu ouvido.
- Obrigada - sorri, mesmo sabendo que ele não iria ver.
- Eu te amo (SeuNome) - ele falou - sempre vou te amar - em seguida ele beijou meus cabelos.
- Também te amo Niall.
- Você já teve a sensação de querer parar o tempo e ficar daquele jeito pelo resto da sua vida? - Niall perguntou.
- Não, por quê?
- Sinto isso agora.
- Não fala bobeira Niall - dei um tapinha em sua mão que estava prestes a descer da minha cintura para minha bunda e ele riu maroto - você ainda vai se famoso, vai conhecer várias garotas incríveis, se você parasse aqui não passaria por nada disso.
- Tá dizendo que não gosta desse momento? - ele perguntou e eu notei um pouco de decepção em sua voz.
- Eu não falei que não gosto desse momento Niall, mas eu acho que você ainda vai passar por momentos muito melhores, aposto que vai chegar uma hora que eu serei apenas uma memória pra você, isso se você não se esquecer de mim.
- Eu aposto o contrário - ele tirou os cabelos do meu pescoço e eu senti seus lábios quentes em contato com a minha pele - cada momento que eu passo com você é especial.
Em seguida, pensando em suas palavras, eu adormeci.





A pedido de vocês, eu fiz um twitter, me sinto a maior foraver alone, hahaha, só tenho um seguidor... Meu twitter é @Isa_DallaValle, se vocês quiserem me seguir... Coloquem o twitter de vocês aí nos comentários que eu começo a seguir.
Espero que estejam gostando da fic, e acho que sim, vou fazer outra fic depois dessa, provavelmente com o Niall de novo, mas eu não sei, aliás, vocês pensam que essa fic está acabando? Eu não vou deixar que vocês sejam felizes com o Niall assim tão fácil...
Beijinhos, Boa Leitura

quarta-feira, 6 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 46

 
 

VOCÊ ON
 
Só faltava uma semana pra formatura do Niall. Eu estava super ansiosa e ele ainda mais.
Os meninos também estavam nervosos. Louis e Eleanor estavam juntos pra valer. O Harry e a Luiza estavam ficando, mas ele já me contou que planeja pedi-la em namoro. A Bia não namora ninguém, mas sozinha é que não fica, toda semana ela vem me contar de um garoto novo. O meu namoro com o Niall não poderia estar melhor, ele tem sido tão atencioso desde o dia em que brigamos. Ele me disse que nunca mais queria me ver chorar e que iria fazer de tudo para isso. Eu continuo fazendo teatro... Mas parece que a peça de fim de ano foi cancelada e as aulas dessa semana também, pelo jeito nossa professora teve tuberculose. Sinceramente? Eu não estava com a menor vontade de encenar em público, morro de vergonha só de pensar na ideia... Já o Louis pareceu ficar mesmo chateado, fiquei com dó dele, ele estava tão animado. Meu pai já deixou de ser tão obcecado com esse negócio de horário, segundo ele, se o Niall está cuidando de mim, ele não tem o porque se preocupar.
Eu e as garotas iriamos sair hoje, para escolher as roupas para o sábado, quando digo "garotas" me refiro a Bia, a Luiza e a Eleanor, nós todas ficamos bem próximas nesse último mês.
Hoje é segunda, dia 4 de julho, a formatura dos meninos é no sábado, dia 9 já que aqui no hemisfério norte o ano letivo é diferente...
Niall falou que a mãe dele vai vir para a formatura e que eu finalmente iria conhecê-la... Fiquei com um nervosismo só, e se ela não gostar de mim? Niall me assegurou que ela iria me amar tanto quanto ele e que se por um acaso, na mínima possiblidade, ela não se desse bem comigo, eu não tinha que ficar nada nervosa, aliás ele é meu namorado e não ela.
Tenho que dizer que a explicação dele não foi a das mais convincentes, mas me deixou um pouco mais segura.
A aula já tinha acabado e eu e as meninas saímos dali no mesmo instante, seria apenas uma tarde para achar os quatro trajes de festa (eu digo traje para mostrar que não é apenas o vestido, é o traje completo, incluindo sapato, bolsa e qualquer outra coisa que precisasse).
Fomos no carro da Eleanor, que era a única entre nós que tinha carta, eu e ela na frente, enquanto a Bia e a Luiza foram atrás.
- Vish, nem me despedi do Niall, será que eu ligo pra ele? - perguntei.
- Já começou! Vocês dois não desgrudam mais - Bia reclamou, aliás, ela tem reclamado muito ultimamente - (SeuNome) meu amor, hoje a tarde é da meninas! Desgruda do Niall e aproveita! - ela tirou o celular da minha mão e cancelou a chamada que eu já estava iniciando.
- Deixa ela Bia! Não vê que ela ama o garoto! É o namorado dela! - Eleanor me defendeu, ela devia ser a única que me entendia, pois, fora ela, nenhuma das outras namorava.
- E eu sou amiga dela! Ela fica com o Niall todos os dias! Hoje eu não quero nem ouvir o nome dele! - Bia debateu e nós rimos.
- Você anda muito ciumenta Bia! - eu ri pegando meu celular da mão dela - mas tudo bem, você tem razão, hoje vão ser só as meninas.
- E as compras! - Luiza gritou e nós rimos mais um pouco.
Não demorou muito para chegarmos ao shopping, Eleanor estacionou o carro e nós fomos almoçar no McDonalds, para não perder muito tempo.
Comemos e começamos a nossa "missão".
O primeiro vestido que achamos foi o da Bia e o da Luiza, foi fácil, achamos eles em menos de uma hora, o que não é de se impressionar, pois as duas são tão lindas que ficam bem em qualquer vestido. Já o meu e o da Eleanor foi um pouco mais difícil, porque ela é formanda e eu estava nervosa pela mãe do Niall, minha mãe sempre dizia que a primeira impressão é muito importante. Ai, se minha mãe estivesse aqui seria bem mais fácil!
A Bia e a Luiza logo saíram da loja dizendo que iam já comprar os sapatos e que depois a gente se encontrava. Enquanto eu e a Eleanor continuamos buscando por um vestido.
- O que você acha desse? - ela me perguntou mostrando um vestido longo, bonito, clássico.
- Tá lindo - respondi admirada.
- Então vou levar esse! E você? Já achou algum?
Foi aí que eu desatei a chorar no meio do provador. Se eu tinha achado algum? Eu achei trezentos! Um mais lindo que o outro! Mas eu não ficava bem em nenhum deles! Eu estava gorda. Nem sei o que a mãe do Niall vai pensar de mim, ele merece alguém tão melhor... Não uma gorda como eu!
- Eu não fico bem em nenhum! - desabafei com ela.
- Como assim em nenhum? - ela perguntou preocupada.
- Eu engordei! Nenhum deles ficou bom! - choraminguei.
- Gorda? - Eleanor riu - você tá linda! De gorda você não tem nada, por que você acha isso? - ela me olhou e acho que estava estampada na minha cara a resposta - é por causa da mãe dele, né? - eu assenti com a cabeça - ah (SeuApelido), aposto que ela vai gostar de você tanto quanto ele, não importa o que você vista, você é namorada do filho dela, se o Niall gosta de você, duvido que com ela seja diferente.
Eu parei, respirei fundo e limpei minhas lágrimas. Eleanor tinha razão, não é um monstro de sete cabeças, é só a mãe dele, eu estava fazendo drama de mais.
- Tudo bem... Acho que eu vou levar esse daqui - peguei um vestidinho que foi o que mais disfarçou minha barriga e mesmo assim não deixava de ser bonito.
- Tenho certeza de que você vai ficar linda - ela deu uma piscadinha e nós duas fomos pagar.
Saímos da loja e fomos até onde  que as meninas disseram que estariam.
Sapatos, sapatos e mais sapatos. Eu estava no paraíso...
- Meu deus! É um mais lindo que o outro! - falei admirada.
- Olha elas ali - Eleanor me puxou até a Bia e a Luiza que provavam um dos sapatos.
- Hey! Chegaram! Eai, acharam o vestido? - Bia perguntou.
- Achamos - Eleanor sorriu pra mim, como se soubesse que eu não queria de jeito nenhum que ela contasse a nossa conversa e eu a devolvi um sorriso cúmplice.
Começamos a procurar pelos sapatos, o que foi difícil, eram tão lindos que não dava para escolher... Decidi procurar por um salto clássico, que nunca perdia o charme e valorizava minhas pernas. Tudo bem, eu assumo, sou péssima para andar de salto, fico desequilibrando toda hora, e eu mal consigo ir de um lugar para o outro, com medo de cair... Terei que praticar um pouco até sábado.
Pagamos pelos sapatos e fomos dar uma volta pelo shopping. O bom do meu vestido é que eu já tinha uma bolsa que combinava perfeitamente com ele, uma bolsa que era da minha mãe, e eu vivia procurando uma oportunidade para usá-la. Já as meninas precisaram procurar por uma, e nós só fomos embora às sete da noite.
Cheguei em casa sem pressa, já que meu pai está viajando e só vai chegar depois de amanhã, só não acreditei quando vi o Niall na porta da minha casa.

 
 
 
Oi gente, desculpa a demora, é que essa semana começaram as provas no meu colégio :(
Respondendo algumas das minhas leitoras: sim, eu já pensei em ser escritora, mas minha mãe disse que eu vou morar em baixo da ponte e eu acabei desistindo, não sei se vou fazer outra fic depois dessa, mas provavelmente sim, tenho face, mas não entro tanto, e não, eu não tenho twitter, mas tenho pensado em fazer um, vcs têm? Se vcs acharem que eu deva fazer um, quem sabe eu faça...
Comentem aí o que acham :)

sábado, 2 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 45

VOCÊ ON

- O quê? Que amor Niall? O Harry é meu amigo! – ela respondeu.
- Mas ele já foi seu namorado!
- Ele acabou de dizer que gosta da minha amiga!
- Mas não é quanto a ele que eu to preocupado! - berrei mais uma vez e um silêncio reinou no quarto.
- Eu nunca ficaria com alguém enquanto amo outra pessoa - ela se levantou da minha cama com os olhos cheios de lágrimas.
- Ah não, (SeuApelido), espera! - eu falei segurando seu braço antes que ela saísse do meu quarto.
- Foi por isso que eu queria acabar ontem Niall - ela falou num sussurro, mas pela proximidade em que estávamos eu pude escutar, suas lágrimas já deslizavam suas bochechas e eu encostei minha testa na dela.
- Me desculpa, tá? - falei no mesmo tom que ela - é que eu te amo de mais pra correr o risco de te perder.
Ficamos em silêncio por um tempo, apenas escutando nossa respiração e admirando o olhar um do outro. Eu ainda segurava sua mão.
- Eles tão esperando a gente pro café - ela falou.
- Eu não ligo - a beijei.
Ela separou nossos lábios e soltou um sorriso fraco.
- Idiota - ela riu - põe logo o seu tênis pra gente descer.
Dei um sorriso largo e calcei meus sapatos. Descemos de mãos dadas e, após comer, apenas passamos em sua casa para buscar sua bolsa e fomos a pé mesmo para o colégio.

 



 

Eu sei, eu sei, esse capítulo tá minúsculo, mas foi tudo o que eu consegui postar antes de viajar, ok? Era isso ou nada, o que preferiam? Ai meu deus, sinto até vergonha de mim mesma por ter postado um capítulo tão pequeno... Isso nem pode ser chamado de capítulo, é uma miniatura de capítulo.
Aliás, uma das leitoras vieram me pedir um hot, mas eu não sei escrever hots gente! Eu não tenho planejado colocar uma parte hot nessa fic.. Mas não quero que parem de ler por isso.. Desculpe desaponta-las =/

sexta-feira, 1 de março de 2013

Imagine Niall Horan - Capítulo 44

 
VOCÊ ON
 
- Está pensando no quê? - eu perguntei me sentando na ponta da cama.
- Na gente.
Essa resposta me deixou ainda mais tensa, ele iria terminar com tudo de uma vez.
- Você ainda não me contou - ele abriu os olhos e me encarou sério - o que você estava me escondendo?
Foi ai que eu me lembrei do motivo da nossa briga: Jason. Como eu fui burra, era exatamente isso que ele queria, ele queria acabar com o meu namoro.
- Não era nada Niall.
- Me conta - ele segurou minha mão.
- Eu não posso.
Vi uma lágrima escorrer de seu rosto e eu não aguentei, eu senti dó e vi que ele não merecia que eu escondesse nada dele.
- Foi o Jason, Niall - eu falei e ele me encarou surpreso.
- O que tem ele? - ele me perguntou confuso.
- Hoje de manhã - eu respirei fundo - ele me viu com você. Ele foi meu namorado no ano passado, até eu pegar ele me traindo. Mas agora ele toma conta da minha vida, eu não posso fazer nada sem ele se intrometer no meio.
- Ele te machucou? Ele fez alguma coisa pra você? - ele perguntou já se sentando.
- Ele só me ameaçou, o Liam chegou antes de ele tentar fazer alguma coisa.
- Eu vou encher esse filho da mãe de pancadas - Niall falou se levantando, nervoso.
- Não, não - eu o segurei - Niall você tem que me prometer que não vai fazer nada, era exatamente por isso que eu não queria te contar.
- Mas como assim? Você acha que eu vou deixar ele fazer isso com você?
- Niall, por favor, esquece isso.
- Não dá.
- Por mim - eu pedi.
- Só dessa vez, se ele tentar fazer qualquer coisa com você de novo, eu mato ele.
Eu o abracei, sem um motivo específico, acho que foi porque ele não ia se arriscar ou porque ele não terminou comigo.
- Dorme aqui? - ele me pediu enquanto mexia nos meus cabelos.
- Niall... - eu tentei argumentar.
- Só hoje, é só dormir, juro que não vai acontecer nada de mais.
- Tudo bem - eu falei – mas só dormir.
- Como assim? - ele falou me carregando - você acha que eu vou pegar e te deitar na minha cama - ele falou me colocando em sua cama - passar minha mão pelo seu corpo - ele colocou a mão por baixo da blusa do meu pijama e acariciou minha barriga, me deixando arrepiada - e depois começar a te beijar ferozmente? - ele falou e beijou minha boca, em seguida beijando minha orelha e descendo para o meu pescoço, mas depois de uns três beijos por ali ele se afastou e voltou a falar - Mas eu não vou fazer nada disso, porque eu te amo e tenho o maior respeito por você.
Eu confesso que fiquei nervosa enquanto ele falava, por um momento achei que aquilo realmente aconteceria. Não que eu não o ame o suficiente e que eu não queira fazer isso com ele, mas sou virgem e eu ainda tenho medo.
Agradeci a Deus por Niall não ter feito nada. Depois de falar aquilo, ele apenas me deu um beijinho na bochecha e desceu para o andar de baixo. Eu fui atrás dele e o vi pegando alguma coisa na geladeira.
- O que foi? - eu perguntei me sentando na bancada da cozinha.
- O que foi o quê? - ele se virou para mim.
- Você sabe do que eu estou falando.
- Eu sei que você não queria - ele respondeu indiferente - eu estava errado?
- É incrível como você me conhece - eu falei sorrindo e ele me deu um beijo.
- Tá com sono? - ele perguntou colocando água em um copo.
- Um pouco.
- Bebe - ele me deu o copo e eu bebi sem discutir - a gente vai participar do show de talentos no colégio.
- Isso é incrível - eu falei devolvendo o copo para ele.
- Eu quero ver se eu consigo algum futuro com a música, porque eu realmente não achei nenhuma área que eu realmente queira me formar, o que eu gosto é de música.
- Vocês têm futuro, só precisam investir na banda.
- É... - ele falou - vamos dormir?
- Mas e as garotas? Elas vieram comigo.
- Elas podem dormir aqui também.
Nós fomos até a sala e todos estavam deitados vendo algum filme.
- O casal tá de volta - Harry gritou e eu fiquei vermelha.
- É... Eu vou dormir aqui hoje - falei.
- Se deu bem, hein Niall? - Liam provocou e foi a vez de Niall corar.
- Cala a boca Liam - ele falou jogando uma almofada nele.
- E a gente? - a Luiza perguntou.
- Tem lugar na minha cama - Harry falou.
- Prefiro dormir no chão - ela retrucou.
- O Harry só tá brincando - Louis disse - a Eleanor dorme comigo e a gente tem um quarto de hóspedes pra você e pra Bia.
As duas assentiram com a cabeça, eu e o Niall demos boa noite para eles e voltamos para o seu quarto.
- Fui só eu que senti alguma coisa entre o Harry e a Luiza? - ele perguntou dando uma risadinha travessa.
- Eles ainda se pegam - eu falei sem conter a risada.
Nós ficamos rindo por uns 5 minutos até eu me deitar na cama dele e ele se deitar virado para mim.
- Você tá cansada, né? - ele perguntou passando a mão em minha face.
- Eu tive um dia longo - respondi sentindo o cheiro do seu perfume.
- Sei disso - ele sorriu - me desculpa, tá?
- Por quê?
- Por ter brigado com você, é que passou tanta coisa pela minha cabeça, eu achei que você não me amasse mais e...
- Shhh - eu coloquei meu dedo indicador em seus lábios - nunca pense numa coisa dessas. O que eu sinto por você é eterno, eu sempre vou te amar.
- Eu te amo, princesa - ele falou e em seguida me beijou - boa noite.
- Boa noite Niall - eu falei e apaguei.
 
VOCÊ OFF
 
NIALL ON
 
Eu observei ela cair no sono. Ela olhava nos meus olhos enquanto eu acariciava seus cabelos. Eu tentava recordar casa detalhe de seu rosto, para me lembrar durante as noites em que não a tenho por aqui. Senti o aroma de seu perfume, olhei os belos traços de tamanha perfeição que desenhavam seu rosto e vi ela dormir, vi o meu tesouro dormir, e acabei dormindo também.
Acordei com a claridade que invadia o meu quarto pela manhã. Depois senti seus suaves dedos percorrendo minhas costas e subirem para minha nuca. Arrepiei-me ao sentir o leve toque de sua unha em meus cabelos e abri os olhos sorrindo.
- Bom dia - eu falei e ela sorriu como se eu tivesse a pego fazendo algo errado e depois respondeu com um baixo "bom dia" - que horas são?
- 6 e meia - ela respondeu e se levantou.
- Você tá acordada a muito tempo?
- Não - ela respondeu pegando uma das minhas camisas xadrez.
- O que você vai fazer?
- Tomar um banho - ela pegou uma calça jeans e uma regata branca que ela tinha esquecido aqui e foi caminhando para o banheiro.
- Tem toalha no armário em baixo da pia! - eu gritei um pouco antes de ela fechar a porta do banheiro.
Fiquei olhando para o teto enquanto eu escutava o barulho do chuveiro ligado.
- Bom dia! - Harry falou entrando no meu quarto - ei, cadê a (SeuNome)?
- Tomando banho - eu passei a encará-lo - que bom humor é esse?
- Ah cara, sei lá - ele soltou um suspiro - acho que eu to afim da Luiza.
Soltei um riso baixo e vi que ele me encarava de uma forma estranha.
- É sério? - perguntei um pouco incrédulo.
- É - ele falou como se fosse óbvio.
- Ah, que lindo o Harry tá apaixonado.
E então a (SeuNome) abriu a porta do banheiro, já vestida, para o meu alívio, e devo dizer que ela estava linda com minha blusa xadrez sobre sua regata, eu gostava de vê-la com as minhas roupas.
- Oi - ela falou olhando para o Harry - estou atrapalhando alguma coisa?
- Não, é só que o Harry tá me contando que ele tá apaixonado - eu o entreguei.
- Own, que fofo Harold! - ela falou apertando as bochechas dele e eu ri, mas não posso mentir que senti uma pontada de ciúmes - pela Luiza?
- Tá assim tão óbvio? - ele perguntou ficando vermelho.
- Na verdade tá - ela falou - mas a Luiza é ingênua de mais, fica tranquilo que eu tenho certeza que ela não reparou.
Ele suspirou aliviado.
- Ah, eu vim aqui porque o café já tá pronto, eu e o Louis fizemos panquecas.
- Tudo bem, a gente já vai - respondi e Harry saiu do quarto.
Fui até meu armário e peguei uma calça jeans e uma blusa preta lisa. Me vesti sem trocar nenhuma palavra com ela.
- É tão fofo eles dois, não acha? - ela quebrou o silêncio.
- É - falei seco.
- O que foi Niall? Há dois segundos você estava sorrindo e rindo com a gente, o que aconteceu?
- Nada - respondi indiferente e ela me encarou como se soubesse que não era nada - eu não gosto desse seu amor todo com o Harry, tá? Falei!
 
 
 
 
 
Leitoras lindas do meu coração.. Já vou pedir desculpas adiantadas porque vou viajar nesse final de semana e não vou poder postar :( de qualquer forma espero que estejam gostando...

Imagine Niall Horan - Capítulo 43

 
VOCÊ ON
 
Nós nos beijávamos como se nossa vida dependesse daquilo, enquanto meus dedos brincavam com seu cabelo, Niall tinha seus braços apoiados na parede, me cercando e lhe dando apoio ao mesmo tempo.
Paramos o beijo por falta de folego e ficamos nos encarando tentando recuperar o ar.
- E então? - ele perguntou ainda respirando com dificuldade.
- Eu te amo - eu respondi para felicidade dele.
Niall me ergueu do chão e girou comigo em seus braços.
- Obrigado - ele me deu um beijinho no pescoço - obrigado mesmo - ele deu outro - nunca mais vou te decepcionar - ele deu mais um e eu só ria com sua felicidade.
Quando eu parei de rir, Niall olhou bem nos meus olhos e me disse:
- Eu te amo, muito mesmo.
- Eu não quero que você me diga isso, quero que me mostre.
- Vou mostrar - ele disse e me deu um beijinho na bochecha - é melhor a gente descer, o pessoal já deve estar comendo.
Ele me carregou e me levou até o andar de baixo, chegando lá todos já estavam sentados comendo.
- O casal fofura voltou! - Zayn gritou e todos gritaram em seguida.
- O que tem pra comer? - perguntei enquanto Niall me colocava no chão.
- Espaguete com almôndegas - Harry me respondeu - minha especialidade - em seguida ele mexeu as sobrancelhas de um modo galanteador e eu ri.
Todos estavam comendo, exceto pela Luiza que estava com o prato cheio e nem tocava na comida.
- Por que você não tá comendo? - eu perguntei.
- Ela acha que vai morrer comendo a comida do Harry e se recusou - Liam me respondeu.
- Vamos lá, Lu - Harry tentou convence-la - você vai gostar, sou bom cozinheiro.
- Aposto que não - ela falou.
- Apostado. Se você gostar, vai ter que sair comigo, e se não gostar...
- Você vai ter que sair correndo de roupas íntimas pelo quarteirão! - Luiza o cortou.
- Tudo bem, então prove - Harry falou lançando um olhar desafiador.
- Prepare a sua melhor cueca Harry - Luiza o lançou o mesmo olhar e comeu um pedaço do macarrão.
Todos olharam para ela cheios de expectativa.
- Eai gostou? - Harry perguntou.
- É... Chato assumir, mas não está nada mal - Luiza respondeu.
- Então acho que amanhã nós temos um encontro - Harry olhou para ela e cruzou os braços e eu senti um clima entre os dois.
- Infelizmente Harry, infelizmente - ela falou e todos nós rimos.
Nós comemos animadamente, conversando sobre diversos assuntos, eu conversava mais com a Bia, que estava sentada ao meu lado direito e de vez enquando dava um beijo no Niall, que estava do meu lado esquerdo.
Eu estava conversando animadamente com a Bia sobre a vez em que ela ficou com um garoto quando nós estávamos no quinto ano e ela ficou se gabando pra mim.
Nós não conseguimos parar de rir quando o Niall se aproximou do meu ouvido e sussurrou:
- Não pense que nossa conversa chegou ao fim.
E eu parei de rir no mesmo momento e levantei dizendo que ia tomar um ar, que eu estava passando um pouco mal.
- Foi culpa da sua comida, Harry - eu pude ouvir a Luiza provoca-lo antes de eu ir para varanda.
Me sentei em um sofázinho de madeira e fiquei ali olhando para o nada, tentando entender o que estava acontecendo comigo. Eu não conseguia viver sem o Niall, mesmo com todos os problemas que ele me causava, mesmo com todas minhas frustações em relação a ele, mesmo com todos os medos, eu precisava dele. Eu o amava, e me dava um nervoso só de pensar que tudo isso poderia acabar. Eu estava com medo sobre o que ele ainda queria conversar. Fiquei ali, durante uns minutos até o Louis aparecer.
- Tá tudo bem aí?
- Tá - eu respondi sorrindo.
- Vai perder a sobremesa?
- Louis - eu falei e ele se sentou ao meu lado, eu parei um pouco, tentando escolher as palavras certas e depois prossegui - você acha que o Niall vai me deixar?
- Como assim?
- Não sei - eu tentei explicar - é que eu penso tanto nisso. Tenho medo de que ele termine o namoro ou que ele vá embora, depois da formatura, o que provavelmente vai acontecer.
- (SeuApelido) - ele falou me puxando para eu apoiar minha cabeça em seu ombro, ficamos assim por um tempo, o carinho dele servindo de consolo e então ele voltou a falar - você o ama mesmo, né? - eu apenas concordei com a cabeça - ele também te ama - e com essas palavras, ele se levantou, me deixando sozinha na varanda.
Eu me levantei e fui até a mesa, onde já estavam comendo a sobremesa, me sentei no mesmo lugar que eu estava antes e me servi com um pedaço de torta de morango.
- Eu estou no meu quarto - Niall avisou e subiu as escadas.
Comi devagar. Não queria ter a tal conversa com ele. Enrolei, conversei com as pessoas, ajudei a tirar a mesa, mas apenas adiei o que eu sabia que iria acontecer de qualquer jeito.
Eu subi as escadas tremendo dos pés a cabeça, eu abri a porta do quarto do Niall e entrei. Ele estava deitado, com os olhos fechados, mas eu sabia que ele não estava dormindo.
 
 
 
 
 
 
Pediram para eu postar o 43 ainda hoje, bem aqui está :) por favor comentem..